sexta-feira, 24 de setembro de 2010

PRECE DE CÁRITAS

ESTA É UMA DAS MINHAS PRECES PREFERIDAS. NELA ESTÃO CONTIDAS PROFUNDAS MENSAGENS DE REFLEXÃO E DE AMOR; DE CONSOLAÇÃO, HUMILDADE E DE TESTEMUNHO DE DEUS NAS NOSSAS VIDAS. COMPARTILHO-A CONTIGO, MEU(MINHA) IRMÃO(IRMÃ)! LOUVEMOS AO PAI E DOBREMOS NOSSOS JOELHOS...


 
Prece de Cáritas
 

DEUS, nosso Pai, que sois todo poder e bondade,
dai forca àquele que passa pela provação;
dai luz àquele que procura a verdade,
pondo no coração do homem a compaixão e a caridade.
Deus, dai ao viajor a estrela guia;
ao aflito a consolação;
 ao doente o repouso.
Pai, dai ao culpado o arrependimento,
 ao espírito a verdade, a criança o guia, ao órfão o pai.
 Senhor, que a vossa bondade se estenda sobre tudo que Criastes.
 Piedade Senhor, para aqueles que não vos conhecem, esperança para aqueles que sofrem.
Que a Vossa bondade permita aos espíritos consoladores
derramarem por toda parte a paz, a esperança e a fé.
Deus, um raio, uma faísca do Vosso amor pode abrasar a terra.
Deixa-nos beber nas fontes dessa bondade fecunda
e infinita e todas as lágrimas secarão,
 todas as dores acalmar-se-ão.
Um só coração, um só pensamento subirá até Vós
como um grito de reconhecimento e amor.
Como Moisés sobre a montanha, nos Vós esperamos com os braços abertos,
 oh! Poder... oh! Bondade... oh! Beleza... oh! Perfeição,
 e queremos de alguma sorte alcançar a Vossa misericórdia.
 Deus, dai-nos a força de ajudar o progresso a fim de subirmos até Vós.
 Dai-nos a caridade pura; dai-nos a fé e a razão;
 dai-nos a simplicidade que fará de nossas almas, o espelho onde deve refletir a Vossa Santa e Misericordiosa imagem.

* * *
Mme. W. Krell.

Ditado pelo Espírito Cáritas.
25 de dezembro de 1873.

Filme NOSSO LAR


Considerações da Psicóloga Sandra Mussi, presidente do Conselho Espírita Canadense sobre o Filme Nosso lar

Sobre o filme Nosso Lar
Como a gente diz por aqui, WOW!!!!!
Tive a grande honra e prazer de assistir ao filme "Nosso Lar" que será estreado em Setembro/2010. Minha viagem ontem ao assistir o filme foi espetacular. Quantas lições!!!
Eu fiquei encantada em como pude me perceber nos personagens podendo assim experienciar emoções e valores tão engenhosamente criados na tela.
Com a ajuda de André Luiz e desta produção espetacular, caminhei na minha própria estrada de encontro ao "Meu Lar" e ao "Meu Umbral".
Como Psicóloga e constante estudante da alma, a busca dessa viagem interior é minha mola motivadora no caminho do auto-conhecimento.
Para aqueles que já leram o livro e conhecem sua mensagem de tolerância e amor, o filme traz imagens inesquecíveis que materializam nossa imaginação, enriquecem nossa apreciação pelas mensagens trazidas a nós por André Luiz. Quem não conhece a obra será presenteado com uma narrativa clara, que sutilmente ensina os fundamentos da mensagem Espirita através da jornada de um espirito.
A representação visual contrastante entre o umbral e o Nosso Lar coloca em grande perspectiva a nossa dualidade espiritual, mental e emocional. Essa realidade interna do equilíbrio e desequilíbrio, entre o amor e o ódio, entre a paz e a guerra tão bem representada pelo ator Renato Prieto, nos faz reconhecer o nosso atual estado evolutivo, nossas fragilidades e limitações. Escolher ver a "normalidade" das nossas imperfeições de condição humana em busca da luz é aceitar de forma natural nosso crescimento.

O filme Nosso Lar, me proporcionou o encontro com essa realidade e me fez refletir onde estou e para onde quero ir.

Estar aberta para essa escolha é uma fonte energizadora de liberdade e de exercício em busca da felicidade e realização pessoal.
As cenas do hospital da colônia Nosso Lar nos traz a tranquilidade interna do silêncio, expulsa os barulhos da mente para que a quietude interna proporcione o ambiente necessário ao encontro com nossa essência e a fonte das leis divinas. Mais uma vez, o filme nos leva a refletir no poder do silêncio. A "água medicamentosa" foi o agente desse processo.
A trilha sonora composta pelo gênio da música considerado um dos compositores mais influentes do século 20, Philip Glass, constantemente nos convida a tecer suaves cordas vibracionais do nosso intimo com a arte divina.
Nas cenas musicais do filme uma nova oportunidade de experienciar a harmonia, fazendo-nos mergulhar em sensações de alegria, quietude e união.

O filme nos traz uma mensagem de otimismo e esperança.

As emoções vivenciadas pelos atores traz ao telespectador sentimentos verdadeiros e sinceros, fazendo com que o filme seja uma conexão constante.
Morando no exterior a mais de 20 anos, "viajei" com Andre Luiz - O retorno dele ao Lar na Terra, é muitas vezes meu retorno a Pátria querida. Cenas tão emocionantes que me instigaram ao exercício do desapego. Como André Luiz, ao não aceitarmos as mudanças da nossa realidade perdemos a conexão interna.

Ao nos desapegarmos deixamos de viver a ansiedade da separação e assim nos abrimos para a conexão maior, a do entendimento que somos todos ligados uns aos outros, somos UM SÓ através do AMOR!

A doutrina da reencarnação faz com que possamos exercitar a fraternidade, estender nossas afeições além dos laços do sangue, nos laços imperecíveis do Espírito.
Acredito que o cinema brasileiro enriqueceu com a grande direção de Wagner Assis que se estabeleceu como um grande "médium" das belezas eternas.
Com certeza esse é um filme para se assistir muitas vezes. Estarei levando meus filhos e meus amigos e recomendando a todos aqueles que buscam a paz e o encontro com o Divino.
Obrigada Wagner e a toda a equipe que me proporcionaram essa viagem tão bonita!
Obrigada André Luiz! Obrigada Chico!


Sandra Mussi
Psicóloga e Psicoterapeuta
Presidente Conselho Espirita Canadense


Pensamento de Francisco de Assis:" un solo raggio di sole e' sufficiente per cancellare milioni d'ombre"
Trad. "É suficiente um único raio de sol para apagar milhões de sombras."

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Persiste e Espera

"Toda disciplina, com efeito, no momento não parece ser motivo de alegria, mas de tristeza; ao depois, entretanto, produz fruto pacífico aos que têm sido por ela exercitados, fruto de justiça." - Hebreus, cap. 12 - v.11

Evidentemente, toda disciplina é penosa e constrangedora, todavia, para que se lhe ressalte a importância, basta que se observem as consequências da indisciplina na vida de quem vive de forma leviana e irresponsável.
Afirma o apóstolo que os efeitos da disciplina, muitas vezes, não se fazem sentir de imediato: "ao depois, entretanto, produz fruto pacífico aos que têm sido por ela exercitados..."
A constância em qualquer atividade a que o homem se entregue, mormente àquelas que digam respeito ao espírito, é fator determinante no êxito.
Sem que seja disciplinada pela enxada, a gleba não responde a contento às expectativas do lavrador.
Se não se resignasse à disciplina que lhe é imposta por suas margens, o grande rio perderia a direção do mar.
Como a àrvore adquiriria raízes, se deliberasse, seguidamente, transferir-se de terreno?...
O profissional de qualquer área que não insiste no cumprimento do dever não se supera em seus próprios limites.
Disciplina é perseverança e, sem persevernça, todo cometimento está fadado ao fracasso.
Sem determinação no bem não há quem logre realizar-se do ponto de vista espiritual.
Quem não persiste no caminho da virtude não se libera do vício.
O médium que não se devota ao exercício de suas faculdades, entendendo que aprimoramento mediúnico é esforço de todo dia, frustra-se no ansei ode servir como intermediário entre os Dois Planos da Vida.
Aquele que sempre abandona pela metade o que faz não se completa e jamais conhecerá a alegria oriunda da contemplação dos frutos do ideal.
A disciplina primeiro exige semeadura; a colheita vem depois... Portanto, não tenhas pressa em colher o que está semeando agora.
Pacifica-te, Persiste e ESPERA.

Irmão José - do livro Ramos da Videira psicografia de Carlos A. Baccelli